Escolha uma Página

Financiamento imobiliário e financiamento Caixa (CEF): como funciona?

Este tópico é bastante discutido quando o assunto é a compra da casa própria: afinal, como funciona o financiamento imobiliário? Quais os requisitos para realizá-lo? Quais as diferenças entre um financiamento imobiliário e um financiamento para construção? Como financiar um imóvel? O que é o financiamento da Caixa Econômica? Continue lendo para saber mais!

O que é o financiamento imobiliário e linha de crédito?

Financiamento imobiliário é uma linha de crédito realizada a longo prazo e oferecida por instituições financeiras e bancos. Seu objetivo é financiar a aquisição de casas e apartamentos novos e usados e terrenos, para fins habitacionais e de comércio. Para conseguir esta linha de crédito, você deve seguir alguns requisitos prévios, que são: maioridade civil; comprovação de renda; e ausência de cadastro em órgãos de restrição de crédito.

Como funciona o financiamento imobiliário?

O financiamento imobiliário é uma transação consideravelmente simples e ideal para quem não possui todo o dinheiro suficiente para realizar a compra de um imóvel à vista. Ele funciona assim: o banco paga o valor pedido do financiamento ao vendedor do imóvel e, então, o comprador passa a pagar parcelas ao banco por tempo determinado, até quitar o crédito cedido. Antes de quitar as parcelas, o comprador já é identificado como o novo proprietário do imóvel, sendo restrito, apenas, a sua venda antes da quitação.

O que é e como funciona o Financiamento da Caixa Econômica Federal?

A Caixa Econômica é um banco público que realiza diversos financiamentos imobiliários para compra, venda, construção e reforma de imóveis. Para conseguir ser atendido por esta linha de crédito, a CEF levará em conta a renda do solicitante, seu histórico de crédito e dívidas e o valor do imóvel a ser adquirido. O prazo máximo para a quitação das parcelas do financiamento é de 35 anos e o valor final do financiamento é composto por: 1- juros definidos com base no tipo de financiamento realizado; 2- taxa de administração do banco de R$ 25,00; e 3- taxas de seguros contra danos temporários no imóvel e indenização por morte ou invalidez permanente.
Nos últimos meses, com a crise econômica e com o aumento do desemprego no país, algumas regras de funcionamento dos financiamentos da Caixa mudaram. Entre eles, a Aspe separou alguns pontos fundamentais a serem levados em conta antes de pedir por esta linha de crédito:

1- Tipo de financiamento SAC

SAC significa Sistema de Amortização Constante, modalidade com a qual o valor da parcela mensal do financiamento é fixa, e dos juros, decrescente. Ultimamente, se você optar por este modelo, vai conseguir financiar até 80% de um imóvel novo e até 70% de um imóvel usado.

2- Tipo de financiamento Tabela Price

Neste tipo de financiamento, o valor da parcela mensal será crescente e, os juros, decrescentes, de forma que o valor total da parcela permanece constante ao longo do tempo. Se você optar por este modelo, hoje, vai conseguir financiar um imóvel dando 60% de entrada no sistema Pró-Cotista e 70% para Carta de Crédito FGTS.

3- Juros e correções monetárias

Por fim, se você optar por um financiamento Caixa, deverá ter em mente que as parcelas devem dar conta das taxas de juros e das correções monetárias.

Conseguimos tirar suas dúvidas sobre Financiamento Imobiliário e sobre o Financiamento da Caixa Econômica? Fique de olho e acompanhe mais conteúdos com a temática do Mercado Imobiliário!

Share This

Compartilhe!

WhatsApp chat